04

mar

60 dias comigo: resumo da quinta semana

60 dias comigo

 

O livro é repleto de mensagens motivacionais, de alegria, de lições sobre saúde, atividades físicas, puxões de orelha. É realmente uma delícia.

Estou usando alguns marcadores de páginas coloridos (aparecem na foto acima), pra marcar minhas receitas favoritas (leia-se mais rápidas de fazer). Isso porque passei quase uma hora procurando a página dos alimentos tolerados (aqueles que são meio que um “mimo” pra quem está seguindo a dieta direitinho) e não pretendo fazer isso novamente. Como o livro “60 dias comigo” não tem índice, melhor marcar, né?

Estou realmente apaixonada pelo livro. A dieta vai bem, não tive até agora nenhuma vontade louca de devorar nada, não passo fome e vejo muita diferença no meu corpo. Tudo de bom.

2014 foi um ano louco na minha vida. Digamos que o problema começou já no final de 2013, mas a bagunça grande foi ano passado. Por causa de problemas de saúde, precisei parar com todas as atividades físicas, tomar uma tonelada de medicamentos, fazer cirurgia de novo, aff… Tudo isso contribuiu para o meu ganho de peso. Aliando-se a isso a vontade de fazer nada, o desânimo e a tristeza por estar numa situação que eu mal conseguia controlar.

Hoje ainda estou em fase de recuperação, mas já parei com mais da metade da medicação, e já consigo fazer minhas atividades físicas (pelo menos algumas delas).

E, depois dessa choradeira toda (rs…), só quero acrescentar que esse livro é meio que um companheiro de batalha, sabe? Parece que o Dr. Dukan está escrevendo pra mim, de verdade. Não estava com tantos quilos para perder, mas também se perder dez quilos, por que iria reclamar, não é? hahahaha… Mas a verdade é que encontrei a motivação que precisava pra iniciar a dieta, e agora já estou colhendo os louros.

Ainda faltam duas etapas pela frente, a última delas pra vida toda, mas com calma eu chego lá.

Torce por mim!

 

Beijo.

 

 

0 Comentários

Deixe o seu comentário!